39ª Semana do Migrante é aberta pela CNBB

A Semana do Migrante no Brasil é promovida pelo Serviço Pastoral dos Migrantes (SPM), vinculado à Comissão Episcopal para a Ação Sociotransformadora da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB). Neste ano, é realizada de 16 a 23 de junho, e tem como tema “Migração e Casa Comum” e o lema “Amplia o espaço da tua Tenda” (Is 54,2).

Celebrar a Semana do Migrante é, para a Pastoral, um grande momento de tomada de consciência, como Igreja e como sociedade, frente à uma realidade que provoca migração forçada e não promove a acolhida digna.

“Ao mesmo tempo nos convida a alargar o nosso coração para uma acolhida afetiva e efetiva, como família de Deus que busca e promove a “amizade social”, para romper as barreiras que impede a solidariedade, a promoção e a integração de todos os irmãos e irmãs que buscam um novo ou uma nova pátria”.

Abertura da Semana

O Santuário Nacional de Nossa Senhora Aparecida, em São Paulo, se tornou local especial para a abertura da 39ª Semana do Migrante. Uma missa foi presidida no domingo, 16, pelo bispo de primavera do Leste-Paranatinga (MT) e presidente do Serviço Pastoral do Migrante. Ao redor do Altar Central, também se encontravam padres, irmãs e missionários scalabrinianos, que fazem um trabalho caridoso aos migrantes.

Para dom João, essa Semana traz aos católicos uma missão especial, onde todos são chamados a refletir que possuem o direito de procurar e buscar onde morar:

“É um direito que nós temos, mas muitas vezes a migração acontece por situações adversas a nossa vontade, a busca de uma vida melhor, a falta de trabalho, as guerras, as políticas publicas que não chegam até nós e tenhamos que buscar um novo lugar pra viver com dignidade”.

Ao final da homilia, dom João agradeceu o trabalho dos missionários scalabrinianos, da Pastoral do Migrante e da Cáritas Brasileira na missão de dar uma vida digna aos migrantes que chegam nas comunidades.

“Que esses locais de acolhimento sejam como esse pé de mostarda que estende os seus braços, que se alargam para acolher a todos na certeza de que todos somos irmãos e irmãos, filhos e filhas do mesmo Pai”.

Missão em Roraima

Também nessa semana, por ocasião da celebração da 39ª Semana do Migrante, a Comissão Episcopal Especial para o Tráfico Humano, da CNBB, realiza uma agenda de atividades na diocese de Roraima. Visitas aos serviços eclesiais e sociais da diocese estão programadas. 

Materiais da 39ª Semana do Migrante 

O Serviço Pastoral do Migrante (SPM) disponibiliza vários subsídios com o objetivo de conscientizar sobre as pautas da migração. Dentre os materiais estão disponíveis para download o texto-base; roteiros para celebração e oração; roteiro para roda de conversa; e o texto-base, que retoma o tema da Campanha da Fraternidade deste ano, sob o enfoque do fenômeno migratório.

Os materiais podem ser acessados (AQUI).

Quem estiver interessado em solicitar os materiais no formato impresso, pode preencher o formulário (AQUI).

Dia do Migrante

O Dia do Migrante da Igreja Católica foi determinado em 1969 pelo Papa Paulo VI, com orientação para que cada Conferência Episcopal de cada país escolhesse a data a ser celebrada.

No Brasil, em abril de 1979, por determinação da 17ª Assembleia Geral da CNBB, decide-se celebrar o Dia do Migrante em 25 de junho (se cair no domingo) ou, caso contrário, no domingo imediatamente anterior.

​Em 1981, no dia 21 de junho, acontece pela primeira vez o “Dia do Migrante” com o lema “Por que somos obrigados a sair da nossa terra?”, (promovido pelo CEM\SP – Centro de Estudos Migratórios). A primeira “Semana do Migrante” ocorrerá 5 anos depois,  de 23 a 29 de junho de 1986 (CEM,SPM,CPM), tendo como lema: “Tomareis posse da terra e nela habitareis” (Num.33,53a).

Total
0
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Postagens Relacionadas
Total
0
Share