A promoção da Pastoral Ecumênica na ArqNit

A unidade da única Igreja de Cristo foi um dos elementos da oração de Jesus, antes de sua prisão e morte, quando rezou: “Que todos sejam um, como tu, Pai, estás em mim, e eu em ti” (Jo 17,21). Contudo, uma realidade contraditória a essa prece é a divisão das Igrejas e comunidades cristãs, que pregam doutrinas distintas do mesmo Evangelho de Jesus, embora não tenha faltado, desde os primeiros cismas, quem se empenhasse pela restauração da unidade da Igreja. Em nosso tempo, a proximidade da Igreja Católica com os cristãos que não pertencem ao seu redil, especialmente os protestantes, foi consolidada como Movimento Ecumênico, que reúne múltiplas atividades que buscam a eliminação ou diminuição da divisão entre as igrejas.

No século XX, a Igreja Católica abriu-se, de modo novo, para uma reaproximação com os cristãos que não participavam do mesmo organismo institucional. O Concílio Vaticano II acolheu o Movimento Ecumênico, que teve a Semana de Oração pela Unidade dos Cristãos como sua maior expressão. Aquele concílio ofereceu para a Igreja os documentos Unitatis Redintegratio, Nostra Aetate e Dignitatis Humanae como referência para o diálogo com os cristãos “não-católicos”, os “não-cristãos” e sobre a liberdade religiosa, respectivamente. Foram os primeiros textos oficiais dedicados especificamente ao ecumenismo e ao diálogo inter-religioso. A partir desse momento, organismos pontifícios começaram a acompanhar os trabalhos de aproximação e diálogo da Igreja com as outras religiões e comunidades cristãs.

O relacionamento com os cristãos que não são católicos implica muitos desafios e dificuldades, pois, por um lado, invoca as feridas causadas entre ambos os lados, tanto por alguns contatos diretos, quanto por  agressões registradas na história e na memória de cada tradição. Por outro lado, pode parecer estranho pretender dialogar com alguém que deveria, na verdade, converter para a fé católica, ou rezar com alguém que não tem a mesma comunhão de fé. Entretanto, é igualmente contraditório, pregar o mesmo evangelho munido de expressões que ofendem, agridem e afastam ainda mais uns dos outros. Se não é possível ainda participar da mesma liturgia e do mesmo altar, o que impediria de serem amigos, de reconhecer aquilo que existe de verdadeiro em cada um, de rezar para que a graça de Deus atue na sua vida, de amar, com toda a potência, aquele próximo que não é de sua Igreja ou comunidade cristã?

Em nossa Arquidiocese, a Pastoral Ecumênica está avançando na capacitação de fiéis católicos para a promoção da unidade dos cristãos. Considerando que o ecumenismo possui metodologia, etapas, níveis e circunstâncias, a proposta dessa pastoral é oferecer aos fiéis católicos conhecimento desses elementos, pois entende ser fundamental para uma saudável vivência de unidade dos cristãos e para tornar mais eficaz o contato com os protestantes, além de orientar para eventuais atividades em comum. Para o ano de 2023, o objetivo é formar comissões vicariais da Pastoral Ecumênica e disponibilizar uma formação de igual teor em cada vicariato. As formações ocorrerão aos sábados, de 9h às 11h30 e terão a assessoria do Pe. Adriano Cézar. 

Quer participar desta formação? Segue abaixo, dividido por Vicariatos, os contatos dos responsáveis pelas inscrições:

30/09

Niterói

Paróquia N. Sra. do Sagrado Coração

(Santuário das Almas)

Maria Beatriz:
(21) 99117-0857
Júlia Belfort:
(21) 97480-2815

07/10

São Gonçalo

Paróquia São Gonçalo do Amarante (São Gonçalo)

Manoel Francisco:
(21) 99654-2301

Diac. Reginel:

(21) 99816-2819

04/11

Oceânico

Paróquia Santa Terezinha (Rio do Ouro)

Gabriella Carvalheda:

(21) 98281-0259

11/11

Alcântara

Paróquia Nossa Senhora Auxiliadora (Laranjal)

Ronald Carvalho:
(21) 98652-0552

09/12

Lagos

Paróquia São João Batista (São Pedro da Aldeia)

Alexandre Assunção:

(22) 99900-5991

Por Pe. Adriano Cézar
Arte Divulgação e Thiago Maia

Total
0
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Postagens Relacionadas
Total
0
Share