02
MAY
2017

Carmelo da Santíssima Trindade será reaberto

carmelo 01

Foto: Pe. Pedro Paulo

O Carmelo da Santíssima Trindade foi fundado a 1º de maio de 1929, por Madre Maria Evangelista da Assunção, Monja Carmelita Descalça do Mosteiro Santa Teresa – RJ.

Estabelecido inicialmente no Rio de Janeiro, foi mais um Carmelo erigido naquela cidade, para a glória de Deus, e para que cada uma das religiosas fosse um louvor de glória à Trindade Santíssima, amando e seguindo de perto a Mãe e Senhora do Carmo, cujo santo hábito têm a felicidade de trazer.

Após 20 anos de presença no Rio de Janeiro, o Carmelo da Santíssima Trindade foi transladado para a cidade de Petrópolis. E, a 12 de abril de 1967, foi transferido, definitivamente, para a Arquidiocese de Niterói, onde se fixou na cidade de Tanguá.

Mas Deus tem seus caminhos, e em janeiro de 2013, devido ao número reduzido de Irmãs e vocações, D. José Francisco, Arcebispo de Niterói, sempre desejoso de que o Carmelo da Santíssima Trindade permanecesse em sua Arquidiocese, pediu à Santa Sé sua supressão temporária.

Assim, com as bênçãos de Deus, da Santa Igreja, e graças à solicitude paterna de nosso Arcebispo, nosso Carmelo tem sua reabertura prevista para 2019!

Em seus 83 anos de existência, o Carmelo da Santíssima Trindade esteve presente e atuante no Coração da Igreja, através da oração e da imolação. As muitas Irmãs que por ali passaram construíram sua história dia após dia, na busca apaixonada de Deus e na relação íntima com Ele. Estas Irmãs responderam ao chamado amoroso de Cristo, com a oferta de suas vidas, vivendo nele e para Ele, “para louvor da sua glória” (Ef 1,12).

Queremos dar continuidade a esta história de amor e fidelidade, e para isto, pedimos ao Senhor da Messe que continue a chamar jovens dispostas a abraçar esta causa.

O chamado à vida consagrada, especialmente à vida contemplativa no Carmelo, é um mistério: seu despertar é sempre obra do Espírito Santo.

Na base de toda consagração religiosa há um chamado de Deus, que só se explica pelo amor que Ele tem à pessoa chamada. Este amor é absolutamente gratuito, pessoal e único. Abarca toda pessoa, a tal ponto que esta já não se pertence, mas pertence a Cristo (1 Cor 6,19).

“Se a alma busca a Deus, muito mais a procura o seu Amado” Deus é O que chama, O que envia, O que concede dar fruto para o Reino: “Não fostes vós que me escolhestes, mas fui Eu que vos escolhi e vos designei para irdes e produzirdes fruto e para que vosso fruto permaneça” (Jo 15,16) Se você se sente chamada a iniciar um caminho de discernimento vocacional no Carmelo, entre em contato conosco!

 vocacional.carmelossmatrindade@gmail.com

FacebookTwitterGoogle+PinterestTumblrWhatsAppLinkedInBlogger PostFacebook MessengerEvernoteEmailAOL MailGoogle GmailMySpaceWordPressOutlook.comPrint

Deixe um comentário

*

captcha *