Arcebispo

Dom José Francisco Rezende DiasDom José - corpo inteiro

Nasceu no dia 2 de abril de 1956, em Brasópolis – MG. Filho de Higino Strazzer Dias e Maria do Rosário Rezende Dias, tendo cinco irmãos. Fez o ensino fundamental na Escola Estadual Cel. Francisco Braz, em Brasópolis – MG, e terminou o ensino médio no Colégio Pré-Universitário, em Pouso Alegre – MG.

Cursou filosofia no Seminário Arquidiocesano de Pouso Alegre, em Minas Gerais (1973-1974) e depois teologia no Instituto Teológico Sagrado Coração de Jesus, em Taubaté, São Paulo (1975-1978). Especializou-se em teologia espiritual pelo Pontifício Instituto Teresianum, de Roma (1987-1989).

arabesco íconeAntes do Episcopado

Ordenado presbítero em sua cidade natal, no dia 10 de novembro de 1979, exerceu funções como Vigário Paroquial, nas paróquias de Silvianópolis, Carvalhópolis, Turvolândia, Paraisópolis e Sapucaí Mirim, todas em Minas Gerais (1979 a 1983); foi Reitor do Convívio Teológico São José, em Taubaté – SP – onde moravam e estudavam os seminaristas de teologia da Arquidiocese de Pouso Alegre – MG (1983 a 08.1987); Diretor Espiritual e Reitor do Seminário Arquidiocesano de Pouso Alegre – MG (1990 a 07.1993); Pároco da Paróquia de Santa Rita de Caldas – MG (08.1993 a 01.1996); Diretor do Instituto Teológico Interdiocesano São José, hoje, Faculdade Católica (02.1996 a 1999); Formador dos Seminaristas de Teologia; Vigário Geral da Arquidiocese de Pouso Alegre (06.1997, até ser nomeado bispo da mesma Arquidiocese) e Reitor da Comunidade Teológica, Seminário da mesma Arquidiocese (2000).

arabesco ícone

Como Bispo

Eleito Bispo Titular de Turres Ammeniae e Auxiliar da Arquidiocese de Pouso Alegre – MG, pelo Papa João Paulo II, no dia 28 de março de 2001, sendo sagrado Bispo, no dia 2 de junho de 2001. Colaborando com o pastoreio de Dom Ricardo Pedro Chaves Pinto Filho, de 2001 a 2005, Dom José Francisco Rezende Dias teve um ministério bastante fecundo, ajudando a implantar e desenvolver o projeto pastoral “Formamos a Igreja Viva”. Nomeado Bispo da Diocese de Duque de Caxias-RJ, em 30 de março de 2005, tomou posse, no dia 12 de junho do mesmo ano, sucedendo a Dom Mauro Morelli. No dia 12 de maio de 2011, durante a 49ª Assembléia Anual do Episcopado Brasileiro, realizada em Aparecida – SP, foi eleito Secretário do Regional Leste-1 da CNBB. Pelo Papa Bento XVI, a 30 de novembro de 2011, foi nomeado Arcebispo Metropolitano de Niterói, sucedendo ao então Arcebispo Dom Frei Alano Maria Pena, O.P., que renunciara ao governo, em conformidade com can. 401 §1 do Código de Direito Canônico.

Iniciou o pastoreio realizando visitas pastorais nas paróquias da Arquidiocese de Niterói e, no último dia 12 de maio de 2012, inaugurou a nova Capela do Seminário Arquidiocesano de São José.

arabesco ícone

Como Arcebispo

Dom José Francisco Rezende Dias tomou posse no dia 12 de fevereiro às 15h, em cerimônia realizada no Ginásio do Caio Martins, em Icaraí, Niterói-RJ.
Título recebido: título de Cidadão do Estado do Rio de Janeiro – ALERJ – 01.03.2012

arabesco ícone

Divisa: Vivamos por Ele!

____________________________________________________________________________________________________________________________________________________

EXPLICAÇÃO DO BRASÃO 

 

BRASÃO DOM JOSÉ

arabesco ícone

Escudo

O brasão está dividido  em dois campos: azul e vermelho. No centro dos campos encontra-se uma flor de lis prateada. Encimando a flor de lis, uma tesoura arquitetônica prateada. Por detrás da flor de lis e à frente da tesoura de telhado, atravessam os dois campos da haste de uma cruz dourada. Aos pés da cruz, no campo vermelho, encontra-se um cordeiro.

arabesco ícone

Insígnias

Chapéu prelatício de quatro fileiras de borlas verdes. Cruz processional arquiepiscopal de duas traves, em ouro. Pálio de arcebispo metropolitano.

arabesco ícone

Mensagem simbólica

O campo azul simboliza o plano espiritual e transcendental. O campo vermelho identifica a vida temporária e terrena com os seus contrastes, redimido pelo sangue de Cristo.

A tesoura de prata, uma peça da arquitetura que sustenta o telhado, lembra também o esquadro do carpinteiro.  A tesoura da cumeeira da casa é o que confere estabilidade ao telhado; sem ela o primeiro vento forte levaria a casa toda. Os dois significados remetem a São José, patrono do prelado e padroeiro da Igreja Universal. O esquadro foi seu instrumento de trabalho e a cumeeira da casa evoca o seu amparo de cuidador da Sagrada Família.

Sob a proteção encontra-se a flor de lis prateada, símbolo de Maria, Mãe de Deus e Mãe da Igreja. Pela flor de lis e sobre a cumeeira passa a Cruz do Cristo Ressuscitado, banhada na luz dourada do amanhecer, razão e sustento de nossas vidas. Ele é o Cordeiro Pascal: “Digno é o Cordeiro imolado de receber o poder e a riqueza, a sabedoria, a força, a honra e o louvor” (Ap 5,12). Ao mesmo tempo, aos pés da Cruz encontramo-nos todos nós simbolizados pelo cordeiro do único rebanho (Jo 10,1). A Cruz do brasão centra-se na cruz processional e nas pequenas cruzes do pálio, identificando a centralidade do Mistério da salvação trazida por Cristo, nosso Senhor. Toda nossa humanidade, simbolizada em Maria, José e no cordeiro converge para Ele.

O lema “Vivamos por Ele” quer ser a resposta ao amor gratuito de Deus: “Nisto se manifestou o amor de Deus por nós: Deus enviou o sei Filho único ao mundo para que vivamos por Ele” (1Jo 4,9). Esse o sentido da vida em plenitude (Jo 10,10)

 

  • Arcebispo Emérito

    Dom Frei Alano Maria Pena O.P.

    Bispo 6 (Arcebispo) - Dom Alano

    Filho de Mair Pena e Amélia Maia Pena, nasceu no Rio de Janeiro, RJ, em 07.10.1935, estudou o 1º Grau no Colégio Stª Rosa de Lima e Colégio Stº Inácio, Rio de Janeiro – RJ (1940-1946); 2º Grau, na Escola Apostólica São Domingos, Juiz de Fora – MG (1947-1954); Filosofia e Teologia, nos Dominicanos, em São Paulo – SP; Cursou Missiologia, na Université St. Paul (1971-1972) – Otawa/Canadá.

    Dom Alano Maria Pena foi ordenado sacerdote da Ordem dos Pregadores-OP (conhecidos como “Dominicanos”), em 28 de outubro de 1961, em São Paulo-SP e em 08 de março de 1959 se deu a sua profissão religiosa. Eleito Bispo Titular de Vardimissa e Auxiliar de Belém do Pará (PA) em 9 de abril de 1975 e sagrado em 25 de maio de 1975, em Belém-PA.

    arabesco ícone    Antes do Episcopado

    Exerceu as funções de: Professor, Prefeito de Estudos e Diretor Espiritual do Seminário Menor de S. José, Rio de Janeiro (1960-1966); Assessor do Secr. Nac. dos Seminários, da CNBB (1964-1971); Assessor do Sec. Nac. das Vocações Sacerdotais (1970-1971); Diretor da Div. de Educação Religiosa, na Secretaria de Educação da Guanabara, Rio de Janeiro (1967-1974); Assessor-Chefe da Secretaria de Educação e Cultura do Estado do Rio de Janeiro, RJ (1975); Capelão da Irmandade de Santo Antônio de Pádua e Nossa Senhora da Boa Vista (de 1964 até 1981); Coordenador Arquidiocesano de Pastoral (1971-1975).

    arabesco ícone    Como Bispo

    Foi Bispo Auxiliar de Belém – PA (1975-1976); transferido como Bispo Coadjutor da Prelazia de Marabá (PA) em 14 de julho de 1976, assumiu aquela Igreja local em 10 de novembro do mesmo ano, e foi nomeado Bispo de Marabá a 4 de dezembro de 1979, permanecendo até o ano de 1985; Vice-Presidente do Regional Norte 2 da CNBB (1976); em 17 de julho de 1985, foi nomeado Bispo de Itapeva-SP (1985-1993), cargo que exerceu até sua transferência para Nova Friburgo-RJ, na Região Serrana fluminense, em 24/11/1993; Responsável pelo Setor Leigos – Sul 1 CNBB (1986-1987); Vice-Presidente do Leste 1 CNBB (1996); Presidente do Regional Leste 1 da CNBB (2001).

    Fundou a Escola Diaconal Nossa Senhora Auxiliadora-ADMA, para formação de Diáconos Permanentes (21.10.2004); Fundou o Instituto Filosófico e Teológico do Seminário São José de Niterói (16.02.2005), o que possibilitou a formação direta dos futuros sacerdotes da Arquidiocese que, antes, recebiam formação superior pelo Mosteiro São Bento do Rio de Janeiro; Fundou o Instalou na Arquidiocese o Tribunal Eclesiástico Interdiocesano de Niterói-TEIN, a partir da Câmara Eclesiástica já existente no governo anterior e que era ligada ao Tribunal Arquidiocesano do Rio de Janeiro (16.02.2007); ampliou o número de Paróquias da Arquidiocese; Ampliou, para sete, o número de núcleos para formação do CPC-Curso de Pastoral Catequética; Fundou o CAOV-Centro Arquidiocesano de Orientação Vocacional (13.01.2009). Também no seu governo, verificou-se um grande aumento no número de vocacionados ao sacerdócio e, hoje, o Seminário Arquidiocesano de Niterói abriga 90 seminaristas, podendo receber mais candidatos, ocasionando um notável aumento do número de sacerdotes para a messe da Arquidiocese de Niterói. Deu início à obra de ampliação da Capela do Seminário Arquidiocesano, entre outras

    arabesco ícone    Como Arcebispo

    Nomeado Arcebispo de Niterói em 24.09.2003, vindo a tomar posse em 23.11.2003. Eleito Bispo referencial para as questões da AIDS no Leste 1; Há 30 de novembro de 2012, foi nomeado o seu sucessor com posse oficializada em 12 de fevereiro de 2012.

    arabesco ícone    Divisa: “Ut unum Sint” (Que sejam um)